SANGRAMENTO GENGIVAL | Sobrape

SANGRAMENTO GENGIVAL

A gengivite representa uma inflamação da gengiva que atinge a maioria da população em todo o mundo. Se você observar que sua gengiva está avermelhada e inchada, este pode ser um sinal importante de gengivite. Algumas pessoas verificam que, ao escovar os dentes ou quando estão mastigando algum alimento mais rígido, a gengiva começa a sangrar. Estes também são sinais clínicos da gengivite.

Quais são as principais causas da gengivite? Aqui cabe uma breve explicação. A principal causa da gengivite é a presença de milhares de bactérias que estão no interior da cavidade bucal. Uma vez que essas bactérias permaneçam sobre as superfícies dos dentes, sobre a língua e as mucosas bucais inicia-se o processo de inflamação gengival, ocorrendo então sangramento da gengiva e em alguns casos mais graves os pacientes podem sentir dor, mal-estar e até febre. Outros fatores relacionados a gengivite são: injúrias ou irritação causadas por uma escovação traumática, alguns medicamentos que reduzem a produção de saliva ou ainda fatores relacionados a uma pobre nutrição, principalmente de cálcio e vitaminas. Além disso, algumas alterações hormonais podem estar relacionadas à gengivite.

Como se trata a gengivite? Apesar de a gengivite estar relacionada a diferentes fatores, como já vimos, sua principal causa são as bactérias. Assim, nos casos iniciais de gengivite, podemos tratá-la com medidas relativamente simples, ou seja, uma correta escovação dental associada ao uso de fio dental promoverá a eliminação das bactérias aderidas às superfícies dentais, restabelecendo-se então um quadro de saúde bucal e consequentemente de saúde geral. Nos casos mais graves, além da correta higiene bucal, uma maior investigação deve ser feita para identificar outros possíveis fatores causais associados à presença das bactérias. Tanto nos casos iniciais quanto nos casos mais graves, a gengivite uma vez tratada, e sempre com a orientação e supervisão do profissional, irá desaparecer sem deixar, na maioria das vezes, qualquer sequela.

A manutenção de uma gengiva saudável e consequentemente de uma boca saudável é simples desde que medidas eficazes de higiene bucal e visitas regulares ao profissional de sua confiança façam parte de sua rotina.

Fig. 1 – Aspecto clínico de uma gengivite inicial

Fig. 2 – Aspecto clínico de um gengivite avançada

 

 

%d blogueiros gostam disto: