SORRISO FELIZ! | Sobrape

SORRISO FELIZ!

Texto elaborado por: *Profª. Thaís Ribeiral Vieira

sorriso
Depois das refeições, usar o fio dental e escovar os dentes, nesta ordem, é a receita mais simples para manter a saúde bucal em dia. O fio ou fita dental são usados para remover a placa bacteriana que se deposita no espaço interdentário, entre o dente e a gengiva, pontos que as cerdas da escova não alcançam. A limpeza é fundamental, porque é nessa região que a cárie e as doenças da gengiva se manifestam com maior freqüência. O fio ou fita dental limpam as áreas não alcançadas pela escova, mas devem ser usados com cuidado, para não ferir a gengiva. Se houver sangramento, é porque foi aplicada força em excesso ou existe alguma inflamação. A escova precisa ter cerdas macias e deve ser usada também para limpar a língua. E nunca deve ser compartilhada com ninguém. As bactérias que existem na boca da mãe não são do mesmo tipo das que moram na boca do filho, por exemplo. E o sistema imunológico de um pode não conseguir combater as bactérias do outro.

Além da dupla fio dental e escova (e da visita periódica ao dentista), existem hábitos simples que ajudam a evitar problemas como mau hálito e cáries. Bochechos são eficientes na eliminação do excesso de sujeira. Se faltar tempo para fazer a limpeza completa, faça bochechos com água. Uma boa dica é carregar uma escova de dentes na bolsa e nunca abrir mão do fio dental, pelo menos uma vez ao dia. Se restos de alimentos ficarem presos entre os dentes, tente remover com o fio dental, cuidadosamente. Se você não conseguir retirar os resíduos alimentares entre os dentes, consulte o seu dentista. Não tente remover os alimentos com objeto ou instrumento pontiagudo (palito), pois você poderá se machucar.

Há quatro tipos de alimentos que você deve evitar: duros, grudentos, espumantes e doces. Exemplos de alimentos duros: gelo, pipoca, nozes. Alimentos grudentos: goma de mascar e caramelo. Bebidas espumantes: todos os refrigerantes. Doces: biscoitos, balas e chocolates. Evite guloseimas e açúcar, pois são eles os culpados por deixarem o pH da saliva ácido, o que abre as portas para as cáries. Aprenda a se policiar e não ingerir açúcares entre as refeições – principalmente a sacarose, encontrada nas balas, chicletes, chocolates e caramelos. O ideal é comer os doces durante as refeições e não entre elas. Se você acabou de almoçar, coma o doce agora e, em seguida, escove os dentes. Não deixe para depois.

Quem usa aparelho ortodôntico fixo não deve morder nada com os dentes da frente. A bala, por exemplo, deve ser dissolvida na boca e não mordida. Se você vai comer uma maçã, não morda diretamente. Corte um pedaço e coma. Outra dica para quem tem que conviver diariamente com a limpeza dos brackets (ferrinhos) do aparelho, é bochechar com água após as refeições, quando se está na rua e não levou a escova de dentes na bolsa ou mochila. Para os usuários do aparelho, o fio dental deve ser passado por trás do “ferro” (com a ajuda de um passa-fio ou super floss) para limpar os dentes corretamente. Os cuidados devem ser redobrados.

escovasÉ recomendado o uso de escovas interdentais ao redor e abaixo de coroas e pontes dentárias. Sua grande vantagem é que elas permitem alcançar áreas da boca que de outra maneira seriam inacessíveis, para remover a placa bacteriana e partículas de alimentos. Elas também são perfeitas para massagear e limpar amplos espaços entre os dentes, bem como as superfícies próximas ao fio metálico de aparelhos ortodônticos.

A escova elétrica à pilha remove mais placa bacteriana que uma escova manual: sua eficácia foi clinicamente testada e comprovada. Suas cerdas realizam movimentos oscilatórios para soltar e remover as placas mais difíceis de serem alcançadas, como a dos dentes posteriores e a da linha da gengiva. Além de permitir um alcance mais profundo, a escova à pilha proporciona um excelente controle, o que facilita a escovação. Essa escova é indicada para pessoas com dificuldade de coordenação motora, e também para aquelas que apresentam higienização insatisfatória.

Uma técnica de escovação adequada é extremamente importante, bem como o uso correto do fio ou fita dental. Sempre dê maior ênfase à eficiência do que à freqüência da limpeza dentária. Se a escova está ficando “espanada”, com as cerdas para fora, é hora de trocá-la, pois não serve mais. O usual é trocar as escovas de três em três meses e visitar o dentista regularmente para ver se está tudo certo com seus dentes. Toda pessoa pode e deve fazer sua parte, pois a prevenção e a higiene bucal são fundamentais para se ter uma vida saudável.

DESEJO QUE VOCÊ TENHA MUITOS MOTIVOS PARA SORRIR… SEMPRE!

Profª Thaís Ribeiral Vieira – PUC Minas
Especialista em Periodontia
Mestre em Clínicas Odontológicas (Periodontia)
Professora da Especialização em Periodontia

%d blogueiros gostam disto: