CUIDAR DA BOCA | Sobrape

CUIDAR DA BOCA

Texto elaborado por: *Profª. Thaís Ribeiral Vieira

Perceber um sangramento na gengiva ao usar fio dental, ou sentir uma espécie de “choque” nos dentes bebendo líquido gelado ou quente pode ser um indicativo de que a boca está pedindo socorro! Por parecerem sintomas simples, muitas pessoas protelam a ida ao dentista e atribuem a culpa ao tipo de escova que está sendo usada ou às obturações desgastadas. Mas esses são sintomas iniciais de problemas que podem comprometer a saúde de todo o corpo.

Existem vários tipos de doenças bucais. Elas podem se apresentar na forma de uma simples cárie até o câncer de boca. Diversos também são os causadores destas doenças. A cárie, por exemplo, se manifesta através de uma lesão causada pela ação desmineralizante do ácido produzido pelas bactérias da placa sobre os dentes. Essa lesão, além de causar dor, pode levar à infecção e até à perda do dente. É preciso estar atento aos primeiros sinais iniciados através de manchas brancas, que se não forem tratadas têm como conseqüência a progressão da lesão, gerando uma cavidade.

Um dos períodos mais importantes para se prevenir a cárie é durante a erupção dos dentes, sejam eles decíduos (“de leite”) ou permanentes. Grande parte dos problemas dentários dos adultos, inclusive a necessidade do uso de aparelhos, é causada pela perda precoce dos dentes “de leite” quando ainda criança.

As doenças periodontais são aquelas que envolvem as estruturas de sustentação e proteção dos dentes, como a gengiva e o osso. A gengivite é uma inflamação causada pelo acúmulo de placa bacteriana. Os sintomas são: inchaço, vermelhidão e sangramento durante a escovação, além de dor e mau hálito. Já a periodontite é o estágio mais avançado da gengivite, onde ocorre perda óssea causando dor, retração da gengiva e mobilidade, que pode levar à perda do dente.

Segundo pesquisa realizada pela ABO (Associação Brasileira de Odontologia) em 2004, no Brasil, 50% das pessoas com mais de 40 anos possuíam apenas metade dos dentes. Dados desta mesma fonte revelaram que 95% dos brasileiros sofriam de cárie e doenças da gengiva.

A boca é um orifício que estabelece ligação entre o ambiente externo e o interno. É a porta de entrada de alimentos, bactérias, infecções… Uma boca saudável é imprescindível para manter a saúde do resto do organismo. A saúde é uma só, não há como separar a bucal da sistêmica.

A falta de cuidados com a boca pode ocasionar problemas graves em todo o corpo humano. A doença periodontal começa com a inflamação da gengiva, evoluindo para a perda óssea. Com o processo inflamatório ocorre a liberação de mediadores no organismo, que podem atuar nas paredes dos vasos sangüíneos ou na produção de fatores da coagulação, havendo evidências científicas de fator de risco para várias doenças.

A infecção periodontal, se não tratada, pode afetar os sistemas orgânicos aumentando a suscetibilidade à diabetes, arteriosclerose, doença coronariana, angina, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral (AVC, derrame). Estudos recentes estão avaliando se gestantes com periodontite apresentam maior probabilidade de terem bebês prematuros ou com baixo peso ao nascer.

O primeiro passo a ser tomado é a prevenção! Tudo pode ser controlado através de uma higienização eficiente e da consulta regular ao dentista. A grande maioria dos problemas dentários pode ser evitada com uma escovação adequada (incluindo uma boa escova macia, associada a um dentifrício com flúor) e o uso correto do fio ou fita dental. Faça a sua parte e não se esqueça:

A SAÚDE BUCAL MELHORA A QUALIDADE DE VIDA!!!

Profª Thaís Ribeiral Vieira – PUC Minas
Especialista em Periodontia
Mestre em Clínicas Odontológicas (Periodontia)
Professora da Especialização em Periodontia

%d blogueiros gostam disto: